Les Amis de Lusofolie's

Les Amis de Lusofolie's LES AMIS DE LUSOFOLIE'S a pour objectif de développer et soutenir les activités culturelles lusophones LES AMIS DE LUSOFOLIE'S est une association loi 1901, elle a pour but de développer et soutenir les activités culturelles LUSOPHONE (présentations de livres, expositions, débats ,semaines de la gastronomie, contes bilingues pour les enfants,Club de Poésie, Club de découverte de Jeunes Ecrivains, Cours de Guitare Portugaise et Cavaquinho, aide aux jeunes artistes, édition ,de petits concerts de musique...)
(8)

dans une ambiance conviviale, de respect et de partage.

Fonctionnement normal

03/09/2020

RENTRÉE

TONY CARREIRA - FIEL ÀS SUAS ORIGENS N°4 (Fim)

Dos muitos anos de livreiro/editor e mais tarde como Diretor do Espace Lusophone- LusoFolie's nunca vendi um disco do Tony Carreira.Os espaços eram demasiado caros para promover Marcos Paulos,Tony carreiras, Dinos Meiras, Quins Barreiros e tantos outros. Estavam bem promovidos nas associações de França, nessa altura tinham máquinas de produção de espetáculos bem oleadas nas comunidades. Interessava-me promover outro tipo demúsica entre os jovens de origem portuguesa e o público francês .Perdi a oportunidade de ganhar dinheiro ? Perdi. Não choro. Foi a nossa opção.

Li uma parte do livro do Tony Carreira "O Homem que eu sou" no momento que visitava a minha mãe no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Mêda. Ao lado da minha mãe estava a mãe do João, um dos fundadores dos Irmãos 5, grupo mítico na emigração onde o Tony Carreira começou como solista.
Escreve:

OS BAILES DOS IRMÃOS 5

" Aqueles anos acabaram por ser uma das épocas mais bonitas da minha vida"

É através dos escritos que analiso a emigração. Neste livro verifiquei que Tony Carreira era FIEL ÀS SUAS ORIGENS :

" Temos um povo extraordinário. Regra geral, somos um povo de gente amigável, de gente que sabe e gosta de receber. Se formos a qualquer sítio de Portugal e pedirmos uma informação a alguém que encontramos na rua,acontece frequentemente essa pessoa leva-nos até ao local que andamos à procura, num misto de simpatia e de orgulho em mostrar a sua terra. Os portugueses são prestáveis, educados, e ainda dão importância a palavras como respeito e gratidão.
Claro que, entre nós, queixamo-nos muito.É um direito que nos assiste. Na justa medida ter um olhar autocrítico até pode ser saudável e útil. Mas também é pena que, com frequência nos esqueçamos da nossa mais valia. Talvez por sermos um país pequeno, muitas vezes o reconhecimento daquilo que temos de bom acaba por vir de fora. Os estrangeiros vêem e assinalam coisas a que nós não prestamos a devida atenção.
A verdade é esta: há demasiadas razões para nos orgulharmos do que somos e não devíamos precisar que fossem outros a vir mostrar-nos isso."

PS. Termino aqui a leitura do livro do homem que continua arrastar multidões.Não podemos olvidar este fenómeno artístico que nasceu no meio dos portugueses de França. Li com atenção o livro e verifiquei muitos elementos que definem a identidade do nosso Povo. Os dias que veem aí vão ser culturalmente terríveis. Demo-nos as mãos .
Abraço

28/08/2020

28 de AGOSTO

FÉRIAS - VACANCES

TONY CARREIRA - FIEL ÀS SUAS ORIGENS N°3 (Continuação)

Caro jovem de origem portuguesa.
Primeiro partiram os pais para a França. Frequentemente , o pai era um ser estranho. A ausência criava a distância. "Onde está o teu pai, Zé ?" O garoto ou a garota respondia "Foi para a França. Quando vier de férias traz-me uma pistola (ou boneca)"
Muito querido,sempre à espera que ele viesse passar as férias, chegavam com ele os primeiros chocolates e o primeiro brinquedo da infância.

EXPRESSAR AFETOS

Diz Tony Carreira :

" Eu já tinha mais de 30 anos quando resolvi dar o primeiro beijo ao meu pai. Por me ter apercebido de que , mais tarde me viria arrepender de nunca ter beijado o meu pai. "

A criança nunca esquece...A partida do pai ou dos pais marcou imenso a infância destas crianças,talvez tu sejas uma delas!

VOU PARA A FRANCA !

Continua Tony Carreira no seu livro :

" Eu fui. Contudo, a minha ideia de França, construida através de histórias que se contavam na aldeia, não correspondia bem à realidade que fui encontrar. O liceu,a música, as raparigas... Seria tudo um sonho? Não era. Sentia-me mais confiante, porém continuava a notar um fosso entre mim e os rapazes franceses da minha idade.Continuava amarrado a uma certa timidez".

Podem acreditar, tenho uma grande admiração, um imenso respeito por todos aqueles e aquelas que passaram por esta aventura e que hoje estão bem, estão realizados em França e até pediram a nacionalidade francesa ou que mantêm as duas. Posso falar. Como professor e mais tarde como livreiro/editor posso testemunhar. Os nossos irmãos de Portugal, e até familiares, muitas vezes não compreendem a vossa forma de viver : agarrados, presos ,acorrentados por duas raízes.

PS. Tenho sinais de que mais de 450 pessoas estão a seguir estas palavras que escrevo em cima dos joelhos, sem refletir.Saem do meu coração e da minha experiência vivida em terras de França. Este fim de semana vou terminar a minha breve análise do livro "O Homem que sou"de Tony Carreira que, apesar do êxito, se mantém fiel às suas origens.

26/08/2020

26 de AGOSTO

FÉRIAS - VACANCES

TONY CARREIRA - FIEL ÀS SUAS ORIGENS N° 2
(Continuação)

Escrevi ontem que li o livro "O Homem que eu sou" de Tony Carreira que comprei na Feira do Livro de Lisboa, não tanto como apreciador do seu género musical, mas mais bem por ser um fenómeno musical emanado da emigração.

Não podemos esquecer que é o artista português de maior sucesso em Portugal e nas Comunidades. Conhecido por arrastar multidões, é o artista que mais vezes encheu o Pavilhão Atlântico e já esgotou, em várias ocasiões, algumas das mais carismáticas salas de espetáculos do mundo, como o Olympia e o Zénith em Paris,o Queen Elizabeth nos Estados Unidos... salas cheias de Portugueses ?Sim, mas não só. As salas encheram-se. Vai continuar ? Não sei.Os tempos mudam e as emigrações e as modas também.

A DUREZA DA ALDEIA NATAL

Era duro nos anos 60 a vida no Armadouro.Crescia-se com os dedos enregelados do frio do inverno, em casebres sem água canalizada nem electricidade, agarrados a um sonho comum: dar o salto para a França.

MIMOS DOS AVÓS

Talvez também tu, hoje com filhos, recebeste mimos dos teus avós quando os teus pais vieram para a França e tu ficaste com eles em Portugal. Tony Carreira diz no seu livro :

"Eu, sem pensar que era uma espécie de órfão com pais vivos, saltitava alegremente entre a escola, a casa da minha avó e a casa do meu tio. Era na minha avó que eu encontrava um pouco de ternura. Como o mimo que ela me dava, nalgumas noites : um copo de água com uma colher de açucar. "

PS. Verifiquei na emigração um amor profundo que os Portugueses de França, hoje muitos deles franceses, nutrem pelos avós. Eu diria até que o seu amor é incondicional e mais forte do que o dos netos que vivem em Portugal. Não tenho termómetro para medir, é uma impressão minha.

Amanhã continuaremos "Tony Carreira - Fiel às suas origens"

Abraço

25/08/2020

25 de AGOSTO

FÉRIAS - VACANCES

TONY CARREIRA
FIEL ÀS SUAS ORIGENS

Gostaria de ter apresentado em Paris o livro de Tony Carreira "O Homem que sou" que comprei na Feira do Livro de Lisboa,mas não me foi possivel.

Claro! Tony Carreira não andou na universidade, é um cantor que apesar de encher estádios , não tem o cunho de artista cultural e divulgar o seu livro nas comunidades não interessa à "élite intelectual" do nosso país.

Tony Carreira que vende discos como tremoços,tem raizes na emigração. Para os "intelectuais" não interesssa muito o seu percurso.Aliás, os artistas plásticos, músicos, escritores,poetas,historiadores, cineastas, fotógrafos,cantores,fadistas que tenham raízes e percursos na emigração pouco interessa a Portugal. Consideram-nos uns pacóvios, desenraizados, sem nada para partilhar.

"O Homem que sou" partilha as recordações do menino que cresceu num casebre sem água canalizada nem electricidade e que, como todos na sua aldeia, incluindo o próprio pai, emigrou para ganhar a vida, sem nunca desistir do sonho de ser cantor.

Aprecio Tony Carreira não tanto pelo género musical mas mais bem pelo seu amor ,pelo seu orgulho de ser FIEL às SUAS ORIGENS . No livro escreve :

" Não esqueço as minhas raízes, mas também sinto uma grande gratidão em relação à terra que acolheu os meus pais. Contudo, apesar de gostar muito da França e dos franceses,nunca me esqueci que sou português. Adoro Portugal. Agora que vivo em Portugal, volto a sentir a mesma saudade sempre que viajo para o estrangeiro. Neste mundo desgovernado, ainda somos um oásis.Nalguns momentos em que a pressão mediática sobre mim e a minha família atingem níveis insustentáveis, cheguei a pensar em ir viver novamente para Paris. Ir-me embora, por uns tempos.Porém,esse pensamento esfuma-se em segundos".

Adoro demasiado Portugal. Adoro os portugueses.Não imagino viver noutro sítio.

PS. Continuamos amanhã com "Tony Carreira - Fiel às suas origens" .
Abraço

12/08/2020

12 de AGOSTO

FERIAS - VACANCES

Estou arrumar o quarto, aproveito ouvir a emissão desportiva do Radio Monte Carlos. Um analista de futebol num francês horrivel e fanhoso diz:

" Lisboa não tem condições sanitarias para receber os adeptos do PSG. Os bares fecham às 20h e não poderão fazer a festa".

Ontem, houve 2000 infetados com o virus e o Primeiro Ministro francês até ameaçou de ir mais longe se estes numeros continuarem.

Não é o PSG que joga mas sim o Qatar.Os petrodolares querem a todo custo levar o caneco. Vegonha para a equipa da capital da França.

Vivam os italianos!

11/08/2020

9-10- 11 de AGOSTO

FERIAS - VACANCES

A mãe de Fernando Pessoa ficou viuva e passado dois anos apaixonou-se do Comandante João Miguel dos Santos Roza que ia partir para Lourenço Marques, Moçambique,e depois iria ser nomeado cônsul em Durban, Africa do Sul.

Fernando Pessoa teve receio que apos o casamento da mãe por procuração ficasse em Portugal com uma tia que vivia nos Açores, nos primeiros tempos do casamento a mãe.

A mãe escreveu uma carta para Angra dizendo que apos o casamento viajaria para a Africa do Sul e que levaria com ela o Fernando.
Foi assim que Fernando Pessoa começou muito cedo a expressar os seus sentimentos em poesia:

À MINHA QUERIDA MAMÃ

Eis me aqui em Portugal
Nas terras onde nasci.
Por muito que goste delas
Ainda gosto mais de ti.

Fernando Pessoa (26-7-1825)

PS. Espero que a Professora Teresa Rita Lopes, para mim a maior especialista de Fernando Pessoa, não me deixe ficar mal com esta versão dos factos.

08/08/2020

6-7-8 de AGOSTO

FERIAS - VACANCES

"Sem o amor o homem é apenas un cadaver em férias"

Erich Remarque

05/08/2020

5 de AGOSTO

FERIAS - VACANCES

Uma jovem mulher diz-me que não é emigrante mas uma portuguesa na Europa. Penso que faz parte desses jovens que sairam de Portugal esganado pelo FMI e pelas politicas de rigor. Felicitei-a por esta visão da Europa mas que ainda ha muito caminho a percorrer para ter esta identidade.

Respondi-lhe com um aforismo do escrito e poeta René Char dizendo-lhe que era da Mêda onde :

" O ar era maternal
As raizes cresciam."

" L'air était maternel
Les racines croissaient."

Tradução de Y.K. Centeno

in Este Fanatico das Nuvens (antologia para uma leitura),Cotovia, 1995 - Seleção e organização de Marie-Claude Char e Y.K. Centeno.

04/08/2020

4 de AGOSTO

FERIAS - VACANCES

Provérbio:
" Vão-se os anéis e ficam os dedos"

No dia 5 de junho lancei o repto para a tradução deste provérbio em francês. Fiquei admirado com o numero de participação das pessoas. Posso-vos dizer que as mais de 500 pessoas que participaram, poderiam ter levado gratuitamente o livro que pus a concurso. Todas, mas todas as traduções mereciam ganhar. Uns melhores, outros piores, mas os meus amigos e amigas compreenderam bem o sentido deste provérbio.

Um dia,numa grande conferência no Centre Georges Pompidou - Paris sobre o tema da tradução, o eminente Professor da Sorbonne Paul Teyssier afirmou que uma tradução para ser bem feita, não basta traduzir "mot à mot"(Palavra por palavra), mas transmitir o sentido verdadeiro para a lingua para a qual se traduz e que pode ser diferente das palavras do textp original. Deu o exemplo de um verso de Camões em que as palavras francesas não correspondiam literalmente às palavras do Poeta.

Por isso , reafirmo que a maioria das traduções literarias e poéticas em França estão mal traduzidas. Ha pessoas a traduzir que não têm a qualificação nem conhecimento para este trabalho.

Vamos là à tradução, ja é sem tempo:

VÃO-SE OS ANEIS E FICAM OS DEDOS

MIEUX VAUT PERDRE LA LAINE QUE LA BREBIS

03/08/2020

3 de AGOSTO

FERIAS - VACANCES

Vejo no telejornal da RTP-i milhares de portugueses que chegam à fronteira de Vilar Formoso. O temor da pandemia e a incerteza dos voos aéreos e o abandono da TAP ha muito tempo das comunidades devido aos preços praticados.

Fui com a minha filha e com a minha netinha de dois meses a dar um passeio pelo bosque. O meu filho e a minha filha ja nasceram em França . Esta viagem até Portugal, a passagem das fronteiras està presente nas suas vidas por mais voos que possam fazer.Quem nunca fez esta viagem, apos um ano à cata de pão e de melhores condições de vida, não conhecera a verdadeira essência de Ser Português.

Agora escrevo em francês, porque so tu emigrante português é que me compreenderas.

" On est serrés comme des sardines à l'arrière et il faut crier pour se faire entendre, à cause du bruit du moteur. Quelle épave, cette voiture! On l'a achetée exprès pour le voyage. Le coffre est plein à craquer, les valises bringuebalent sur le toit.Mon père espère qu'elle tiendra jusqu'au Portugal. Ma mère le supplie de conduire plus lentement, une main sur la bouche pour ne pas vomir.
Milliers de virages, de boucles, de pentes, de lignes droites ave rangées de platanes à droite et à gauche, et tout au bout, le village.
On roule pendant deux jours et une nuit, on dort allongés dans la voiture. On s'arrête pour pique-niquer de pain et de beignets de bacalhau, à la fin on n'en peut plus des beignets.

En Espagne, je lis "Hendaye", "Burgos", Valladolid",
"Salamanca", "Vilar Formoso..." .

Ao passar a fronteira de Vilar Formoso, ja do lado de Portugal, o cansaço, o sono, as avarias mecânicas,os choros dos bébés,as zangas do condutor desaparecem e so se espera tomar um café português,beber uma Sagres ou um Sumol para os catraiaos. Chegar à nossa terra é ja mais facil.

Apesar do momento da pandemia em que vivemos
Boas Férias

02/08/2020

2 de AGOSTO

FERIAS - VACANCES

Tu viajante, que passas fronteiras acarretando nos olhos lagrimas de saudades retidas durante dias e meses em terras estrangeiras,são para ti estes versos :

"o amor são terras estrangeiras
articulações de asas
a metafisica do voo -
dobrar e desdobrar "

***

"l'amour c'est des pays lointains
articulations d'ailes
métaphysique du vol -
plier et déplier "

in O Amor é Uma Companhia - L'Amour est Une Compagnie
Cristiane Rodrigues de Souza
Editions Convivium Lusophone - Collection Bilingue - Paris

24/06/2020

FESTA DE S. JOÃO BAPTISTA

Tu que és crente ou então agnóstico ou até ateu, lê esta passagem é tão bonita.

" Jesus foi mais tarde para a região da Judeia, com os discípulos. Passou lá algum tempo com eles e baptizava.João Baptista estava também a baptizar em Enon, perto de Salim,pois havia ali muita água , e o povo ia a ter com ele para ser baptizado.

Nessa altura , ainda João não tinha sido preso.

Um certo dia, levantou-se uma discussão entre alguns discípulos de João e um judeu a respeito das cerimonias de purificação. Foram por isso a ter com João e disseram-lhe:

" Mestre, aquele homem que estava contigo na outra margem do Jordão, e de quem nos falaste, anda agora abaptizar e toda a gente vai ter com ele."

João Baptista respondeu:



" Tudo quanto temos é dado por Deus. Vocês bem ouviram que eu disse nessa altura: não sou o Messias.Apenas fui enviado adiante dele.

Na festa de casamento, o noivo é aquele a quem pertence a noiva. O amigo do noivo apenas o acompanha e escuta e alegra-se em ouvi-lo. Assim,também a minha Alegria está agora completa. ELE é que deve crescer em importância e eu diminuir".

PS. Em vésperas de eleições municipais em França, constato há muito tempo que alguns eleitos de origem portuguesa pensam que são grandes personalidades e tudo o que se fez e se faz de bom nestas terras é graças a eles, mas não revelam os respetivos salários e as suas mordomias.

João Baptista vem-nos a dar o exemplo : diminuir para que o OUTRO engrandeça.

Aplico isto também para mim.

Boa Festa de S. João

15/06/2020

O NOBEL JOSÉ SARAMAGO

E O PADRE ANTÓNIO VIEIRA

A javardice e a ignorância campeiam nas ruas da cidade. Nenhuma mulher, nenhum homem de coração limpo terá uma propensão a ser racista. A História é a História, com o bom e o mau. Em tempos, até a própria Igreja se questionava se os pretos tinham Alma. A Humanidade tem que avançar, ao menor gesto racista essa pessoa deve ser punida e posta de lado. Tema dificil quando constatamos pessoas que sofreram do racismo a ter um comportamento racista para com os seus irmãos.

Os livros, a leitura ajudam-nos abrir horizontes.Durante este período de confinamento, remexendo livros e papelada, os meus olhos caíram numa revista editada pela Sociedade Portuguesa de Autores com uma entrevista a José Saramago. Ainda não era Nobel de Literatura, a sua carreira de escritor estava numa força ascensional em Portugal e no estrangeiro. Saramago era comunista e confessava-se ateu.

Na tal revista "Autores", Janeiro-Junho 1992 - N° 132 o jornalista colocava a seguinte pergunta :

- Tem mais dois livros anunciados e um,cremos,tem como figura central o Padre António Vieira. É certo que a sua escrita é muito marcada pelo ritmo, pela musicalidade e pela força do grande jesuíta ?

JS - Eu um dia falei nessa ideia, nessa hipotese,de escrever uma biografia do Padre António Vieira. Não sei se alguma vez o farei, mas gostaria muito.Foi não só o homem que melhor escreveu português em Portugal em todos estes séculos, como foi também um grande diplomata,pregador, homem de cultura e homem, simplesmente homem. É uma figura fascinante, com uma vida longa e cheia de episódios e acidentes que apetece escrever. Não sei se algum dia o farei.Quanto à relação entre as nossas escrituras,eu não diria directamente à escrita dele. Há um "ar de família" entre a minha escrita e a escrita barroca, de um modo geral. Mas, como afeição, de facto o Padre António Vieira é aquele que, se eu tivesse de ficar reduzido a ler um ou dois livros, pegava nos "Sermões" e nas "Cartas" e ficava-me por aí.

Adresse

57 Avenue Daumesnil
Paris
75012

Informations générales

Votre adhésion en tant que membre de l'association LES AMIS DE LUSOFOLIE'S sans frais ni engagements autres que la passion et le partage de la langue portugaise et des cultures lusophones serait un honneur et une grande aide pour mener à bien ce grand projet au coeur de Paris, une oasis de culture lusophone au centre de l'Europe.

Notifications

Soyez le premier à savoir et laissez-nous vous envoyer un courriel lorsque Les Amis de Lusofolie's publie des nouvelles et des promotions. Votre adresse e-mail ne sera pas utilisée à d'autres fins, et vous pouvez vous désabonner à tout moment.

Contacter L'entreprise

Envoyer un message à Les Amis de Lusofolie's:

Vidéos

événements/lieux á proximité